Amigos dos Insetos

Quem diria que animais tão pequeninos seriam capazes de despertar uma curiosidade tão grande?! Foi o que aconteceu na turma Pre-elementary Afternoon. Interessados em borboletas, formigas, grilos e até nas aranhas, os alunos da professora Karoline Titonelle criaram o projeto “Explorando a vida dos insetos”. E, como uma das primeiras contribuições a este estudo, a turma recebeu dois visitantes que, assim como os alunos, também são muito curiosos quando o assunto é inseto.

Os visitantes os alunos já conheciam: a professora Raiana Silvério, professora dos alunos no período da manhã, e seu noivo, o biólogo Matheus Avinner. Na sala do Programa Bilíngue, o casal conversou com as crianças sobre os artrópodes, grupo de animais que têm patas articuladas e esqueleto externo. Os insetos fazem parte desse grupo, como besouros, borboletas e formigas, mas Matheus apresentou os artrópodes devido aos outros animais, que não são insetos, mas que são de interesse das crianças, como os aracnídeos, representados pela aranha e pelo escorpião. “Foi bem legal. Eles trouxeram duas caixas com amostras de diferentes espécies, falaram sobre as características de alguns deles, como anatomia, nomenclatura, alimentação e outras curiosidades, como o fato de que o Brasil abriga a maior espécie de inseto do mundo, um besouro de 17 cm que habita a floresta Amazônica. Colocamos em nosso quadro cognitivo que as formigas comem folhas e açúcar, que é o que as crianças achavam. Mas aprendemos que, na verdade, elas se alimentam de fungos. Outra coisa bem legal foi que o Matheus falou da importância dos insetos para o meio ambiente, pois eles comem nosso lixo”, explica a professora. De todas as informações, o que os alunos mais gostaram foi poder observar alguns insetos reais. “Gostei de todos, mas o caranguejo é o meu preferido, porque ele tem os olhos escondidinhos, e também gosto do grilo. Gostei de saber que ele tem espinhos nas patas, porque aí ele pode se defender”, comenta o aluno Rafael Lanini. A aluna Luísa Perrota também gostou de observar os insetos, mas a visita foi o que a deixou verdadeiramente encantada. “Gostei de ver as borboletas. Tinham muitas na caixa, todas bonitas. Mas gostei de ter a tia Raiana à tarde. Ela é uma das minhas professoras preferidas e sabe muita coisa sobre os insetos”, comenta Luísa.